SBEnBio – Moção de Solidariedade ao Museu Nacional e à UFRJ

Postado em 12/09/2018 | 0 comentários

sbenbio

 

Os associados da SBEnBio, reunidos em Assembléia Geral Nacional no dia 5 de setembro de 2018, por ocasião do VII Encontro Nacional de Ensino de Biologia & I Encontro Regional de Ensino de Biologia da Regional 6, no Centro de Eventos Benedito Alves da Universidade Federal do Pará, manifestam apoio total e irrestrito a todos os profissionais do Museu Nacional após o incêndio ocorrido em 2 de setembro de 2018. Impossível não pensar nas perdas de um inestimável patrimônio científico, histórico e nacional, que fazia parte do maior museu de história natural da América Latina. Impossível também não pensar nas vidas de pesquisadores, técnicos, monitores, estudantes de graduação e de pós-graduação e funcionários terceirizados que investiram tempo, sonhos e projetos em muitos anos de trabalho, buscando manter as atividades desta instituição a despeito das dificuldades advindas da falta de investimento público. Impossível não pensar, por fim, em todo o público (escolar e não escolar) que, cotidianamente, vinha se emocionando e compartilhando conhecimentos com os mediadores em visitas organizadas pelo primeiro setor educativo de museus no Brasil. A todos esses sujeitos, nossa total solidariedade.

Reconhecemos o Museu Nacional como um lugar de múltiplos saberes e, nesse sentido, agradecemos e valorizamos a sua histórica importância no Ensino de Ciências e Biologia em nosso país. Afinal, mais do que um espaço físico, essa instituição tem sido um importante lócus da formação de professores e de pesquisadores na área, um lugar de encontro entre professores e alunos, de encantamentos e descobertas, de aprofundamento das relações entre os museus e o ensino de Ciências nas diversas escolas públicas e privadas da Educação Básica no Rio de Janeiro. Considerando que o Museu Nacional continuará nos proporcionando novas vivências e experiências, reivindicamos a urgente entrada de recursos para a sua reconstrução. Acreditamos que, apesar desta perda irreparável de patrimônio, essa instituição existe e persistirá no trabalho de seus aguerridos profissionais, que buscam agora entre as cinzas a manutenção deste espaço. Estendemos todo o nosso apoio à UFRJ e a sua Reitoria, eleita democraticamente e que vem corajosamente enfrentando esta tragédia. Repudiamos, portanto, as tentativas midiáticas de transferir a culpa do ocorrido ao Prof. Dr. Roberto Leher, Reitor da UFRJ, e demais gestores, quando sabemos que a redução orçamentária dos últimos quatro anos é um fato e faz parte de uma política perversa, que congela por vinte anos os limites para o investimento em áreas como a educação, cultura e saúde, em uma clara tentativa de limitar e extinguir a universidade pública, gratuita e de qualidade neste país. À UFRJ não somente nosso apoio e solidariedade, mas a certeza de que esta é uma luta que nos une.

Belém/PA, 05 de setembro de 2018.

 

Marcia Serra Ferreira

Presidente da DEN/SBEnBio